Aula 6 – Associações

Associação de ideias – como unir uma idéia à outra.
David Hume – Sec. XVIII
Semelhança – Exatidão no que representa – uma paisagem reproduzida num quadro conduz naturalmente nossos pensamentos para o seu original, o que consiste numa associação por semelhança.

Contiguidade – Uma parcela de um todo que já é conhecido – Quando se fala sobre um apartamento de um edifício, abre-se o caminho para uma conversa sobre os outros apartamentos; a associação se dá então por contiguidade

Causa-Efeito – E, se pensamos num ferimento, é quase impossível não refletirmos acerca da dor que o acompanha, sendo que a conexão de ideias nesse caso é de causa e efeito.

Associação de palavras: Conceito lingüístico
O signo lingüístico = imagem acústica (significante) + conceito (significado).
Essa união se dá por meio de um laço arbitrário. A palavra “árvore”, por exemplo, é constituída pelo seu aspecto concreto, seu conjunto sonoro (significante), e seu aspecto conceitual, abstrato, a imagem mental (significado).

Relações de significados –
Sintagmática – baseada no caráter da língua – “A publicidade não é um discurso” “A publicidade é um rio feito de vários discursos”. – O significado atribuído só faz sentido dentro de uma disposição linear, utilizando-se da frase e de sua ordem.

Paradigmática – Associações na própria mente – Ex.: ensinamento fará surgir outras palavras. Ou seja, será como o centro de uma constelação, o ponto para onde convergem outros termos.
– radical (ensinamento, ensinar, ensinemos etc),
– sufixo (ensinamento, armamento,desfiguramento etc),
– imagem acústica (ensinamento, elemento, lento etc),
– analogia dos significados (ensinamento, educação, aprendizagem, instrução).

Associação de idéias: quanto à elaboração da mensagem geral (texto e imagens). Associação de palavras: quanto à construção da mensagem restrita (apenas texto).

Rede Semântica – Quando passamos pelos processos de persuasão, podemos ressaltar duas fases fáceis de serem identificadas, que diferenciam o contato com o consumidor:
1-cognitivo – consciência do produto – saiba o que é o produto e o que ele faz;
2-afetivo – emulação da situação da qual ele possa se sentir.

Como criar essa simpatia/ afetividade pelo produto? Através da rede semântica, que consiste em:
1-conhecimento da visão de mundo do seu consumidor
2-transcrição dessa visão de mundo em texto/anúncio.

Filosofia Lacaniana – Fase do espelho
Para o indivíduo desenvolver sua individualidade, ele busca em outros indivíduos igualdades e diferenças.
Na propaganda, é o processo de emulação, do qual o indivíduo se coloca na situação.



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s